sexta-feira, 15 de junho de 2018

Krishna e Radha: o amor trancendental


Filho de Vasudêva e Dêvaki, teve uma infância e uma juventude pastoral (gôpala) e a vida como um guerreiro e professor.
Foi personagem brilhante e heróico e ainda quando criança matou a terrível serpente kaliya, além de outros monstros e gigantes.
Krishna é a divindade favorita das mulheres hindus (das que o aceitam).

Radha foi amiga de infância e cônjuge de alma de Krishna e os dois foram inseparáveis como namorados e mais tarde, como amantes. Esse foi um amor escondido da sociedade, e deu a Radha o status de uma mulher casada. Eles tiveram seus momentos de amor, paixão e ódio – como qualquer casal de amantes. Krishna teve que deixar Vrindavan com Radha, para assegurar que os
ideais de verdade e justiça fossem estabelecidos, mas no processo tiveram que deixar o ideal do amor pessoal. Ele tornou-se um rei, destruiu inúmeros inimigos e casou mesmo várias vezes. E ainda assim Radha permaneceu esperando por ele até ele voltar para ela.
Seu amor por Krishna é considerado tão divino e puro que Radha por si só obteve o status de divindade, com seu nome sendo inseparavelmente ligado ao de Krishna. A maior parte das imagens de Krishna são consideradas completas quando Radha aparece ao seu lado.
Hoje são considerados o modelo tradicional de casal hindu.
Radha é a alma; Krishna é o Deus. Krishna é o shaktiman – possessor da energia – e Radha é Sua shakti – energia. Ela é a a parte feminina da cabeça do Deus. Ela é a personificação da maior amor por Deus, e por sua mercê, a alma está conectada com o serviçoe amor a Krishna.

De qualquer forma, comparada com o oceano de amor de Radha por Krishna, as outras gopis são meros rios, piscinas e baldes. Assim como o oceano é a fonte original de toda a água encontrada nos lagos e rios, similarmente o amor encontrado nas gopis, e todos os outros devotos têm em sua origem Radha sozinha. Desde que o amor de Radha é o maior, ela dá o maior prazer para Krishna.

Em Vrindavana, as pessoas são acostumadas a cantar o nome de Radha mais do que o nome de Krishna. 


Na poesia indiana, a relação de Krishna com Radha é descrita extensamente. A poesia fala dos altos e baixos de sua atração mútua e os sofrimentos da apaixonada Radha, que espera pelo amado enquanto ele flerta com as outras gopis. Seitas Krishnaíticas de caráter erótico-místico posteriores estão ligadas a este episódio, e o amor terreno foi interpretado alegoricamente de maneira variada. Radha é vista como o amor infinito formado pelo ser de Krishna. O homem participa da natureza de Krishna, a mulher da de Radha. Mostra-se aqui a influência do tantrismo, que conclui daí que o ser humano possui em seu próprio corpo tanto o masculino como o feminino. Para o praticante do Tantra masculino, a prática tântrica consiste em alcançar e vivenciar a natureza do feminino ( com o praticante do sexo feminino ocorre exatamente o inverso). A verdade do amor só pode ser experimentada no corpo, pois aquele que " realiza a verdade do corpo tem acesso a mais alta bem-aventurança" ( Muhasukha).
  A união de Radha e Krishna personifica uma " condição divina" que semelhante a um jogo (lila), leva à redescoberta da espontaneidade primordial (Sahaja). O conceito de Sahaja desempenha um grande papel nos cantos de amor indianos. Sahaja é uma atividade da alma que só se torna possível supondo-se a existência de liberdade e independência interiores. Os que amam não podem negar nada; eles têm que se entregar  por inteiro, dar tudo e ainda assim não podem depender um do outro. É um amor livre do ego, no qual a vinculação e a liberdade não são antônimos, pois o amor é totalmente livre e ao mesmo tempo escraviza. O amor secreto, ilegítimo, entre Radha e Krishna, que não se importa com todas as barreiras da ordem mundial, torna-se símbolo da união com a divindade. No místismo erótico, o amor a Deus é uma intensa experiência sentimental de unidade e do amor, inseparavelmente ligada à expressão desse amor em cada ato da vida.

Namastê

Dica de Filme para se apaixonar ainda mais !

O Sabor da Magia é uma história sensual temperada com uma pitada de romance e a descoberta do amor. Tilo, uma mulher misteriosa e cheia de segredos, é dona de uma loja de especiarias e possuí um dom mágico de transformar seus ingredientes em poções para curar as pessoas. Mas ela nunca poderá provar sua própria receita e nem mesmo se apaixonar. Se Tilo quebrar essas regras e abrir a porta para o amor, tudo se perderá para sempre.




Os benefícios das tigelas cantantes tibetanas


No ano 1600, quando os ingleses chegaram no que hoje se chama Índia, a mando da Rainha Isabel I, os orientais já experimentavam a musicoterapia de maneira singular, harmônica e com intenção medicinal. Naquela época haviam muitos reinos entre o que hoje é Nepal, Tibete, India, Paquistão etc. O Ocidente só tomou conhecimento do uso das tigelas há menos de um século quando os tibetanos exilados na Índia tiveram que vender suas tigelas cantantes para sobreviver. Com a invasão chinesa, em 1948, muitos objetos religiosos ou terapêuticos foram tomados pelos chineses, assim como móveis, jóias, estátuas, ouro e muitas dessas coisas foram parar nos mercados de Hong Kong e Londres. De acordo com uma fonte que não posso revelar, o último mestre tradicional em musicoterapia tibetana morreu em 1900 e seus discípulos, aqueles que escaparam com vida da invasão, se fragmentaram e se espalharam pela Ásia. Pode ser que alguma coisa tenha renascido das cinzas, mas isso é difícil de chegar no Tibete atual. Felizmente, muito coisa se salvou e está fora do Tibete. O Nepal hoje é conhecido como um dos melhores comerciantes das tigelas chamadas tibetanas, graças à maneira peculiar de seu povo e também por abrigar muitos exilados tibetanos.

Mesmo com a morte de monges e mestres budistas importantes, muitos dos rituais sagrados, onde eram utilizadas os instrumentos de metais e neles as tigelas tibetanas foram preservados e ainda hoje são executados em países como Nepal, Burma, Butão. Nesses países, a mesma tigela que era utilizada para colher o leite da cabra virava prato para comer e também instrumento de meditação porque os povos dessa região não estavam, e muitos ainda não estão, acostumados a acumular bens móveis e imóveis como nós ocidentais não estamos acostumados a viver sem eles.

Nunca se sabe o que está por trás do pensamento do povo chinês, especialmente dos políticos, e quase ninguém no mundo Ocidental entende porque a China quer manter o Tibete debaixo dos seus pés.  Como a Inglaterra hoje, que votou por sair da União Européia sem se lembrar que é apenas uma pequena ilha, o povo tibetano nunca teve a idéia de que eles eram um país no topo das mais difíceis montanhas do mundo. Quando a China fechou as principais entradas e saídas livres, entre as montanhas, o país foi ocupado e perdeu o que era mais precioso, fora o ouro: parte do seu povo foi morto e com eles muito conhecimento mantido fechado e isolado do resto do mundo por centenas de anos. Por outro lado, se o Tibete não tivesse sido invadido, correría o risco de muito conhecimento que temos hoje traduzido em várias línguas tivesse se perdido porque era passado pela tradição oral, longe do povo, trancado nos monastérios.

Os invasores pensavam que apagariam tudo, mas estavam enganados. A destruição foi devastadora, mas houve tempo de muita coisa escapar pela fronteira gelada – o paredão do Himalaia. Ainda hoje aquele paredão cumpre seu papel protetor, embora os tibetanos exilados na Índia tenham se trancado um pouco, com medo. Ainda hoje eles vivem como se fossem levantar a barraca a qualquer momento e voltar para casa. Depois da fuga do Dalai Lama, a elite tibetana que sobreviveu percebeu que precisa se abrir e o Dalai Lama ordenou que tudo fosse colocado em livros e em inglês, para o mundo apreciar. Há preciosas livrarias em Kathmandu, Nepal, muitas delas sofrendo pressão para fechar e em seu lugar abrirem lojas de artigos de cozinha, feitos em plástico, todos chineses, como já ocorre em Madri e principais cidades da Espanha — por outros interesses chineses.

Assim como ocorreu com a Biblioteca de Alexandria, Egito, há séculos, destruída várias vezes por interesses políticos de cada época, desde os romanos, mestres, monges, sábios e bibliotecas tibetanas inteiras foram queimadas no Tibete depois de 1948, assim como monastérios foram destruídos completamente. Monges e sábios morreram e levaram consigo o segredo da fabricação de instrumentos, embora muito se preservou do outro lado das fronteiras tibetanas — Nepal por exemplo. O que escapou ainda é conservado debaixo de sete chaves. O material empregado nas tigelas originais ninguém sabe definir ao certo, embora em algumas delas seja encontrado sete metais, inclusive ouro – o metal utilizado pelos tibetanos para as coisas do espírito (as civilizações de outros planetas também valorizam o ouro). As tigelas se destacam por sua peculiaridade: são também instrumentos. Esse conhecimento vem das inúmeras tribos Bô (Bor), básicamente xamãs, anteriores à chegada do Budismo. O conceito de xamanismo no Oriente é totalmente diferente do praticado no Ocidente, especialmente o da América Latina, porque o sacrificio de animais não é permitido. O Xamã que sacrifica é banido.

Os índios Bô dominavam toda a região do Himalaia antes da chegada do Budismo. Povo bom, manso, do rosto moreno queimado pelo gelo do Himalaia se adaptou plenamente á nova religião, assim como o Budismo incorporou muitos aspectos dos rituais xamânicos, daí a diferença do Budismo Tibetano em relação âs demais ramificações daquele estilo de vida. Pela praticidade de suas vidas, acostumados também com o estilo meio nômade, os tibetanos usavam as tigelas de várias formas: desde a colheita do leite das cabras e outros animais às cerimônias religiosas e de cura. Eles também sabiam que a batida do leite quente na tigela provocava um efeito curador ao som dos sete metáis. O leite é líquido e os líquidos são vulneráveis aos sons – se transformam.

As tigelas variam de tamañho, peso, qualidade, sintonia, material e função. As mais antigas e de melhor qualidade medem entre 5 e 40cm de diámetro, pesam em torno de 150g. As mais antigas e bem elaboradas, que não foram derretidas pelos chineses para tirar os metáis, estão espalhadas pela Ásia, Europa e EUA. As mais autênticas trazem símbolos budistas gravados em seu interior ou o nome e linhagem do antigo dono em seu exterior. Atualmente os fabricantes já sabem que ao gravar o nome com fogo tira-se um pouco da qualidade das tigelas. Todas foram feitas manualmente com fogo, martelo e suor. O melhor lugar para tentar comprar uma tigela autêntica são as lojas de Katmandu, Nepal. Hoje a India produz tigelas cantantes, mas elas estão mais para sinos, como é o caso das japonesas. Falta qualidade. Eles também copiam os símbolos antigos. Muitas parecem indianas mas são fabricadas na China, de baixa qualidade e sem efeito holístico e curador.

Dependendo da região onde eram manualmente fabricadas, as tigelas contém de dois a doze metais, todos escolhidos pelos seus efeitos terapêuticos. A principal características delas é o som emitido, capaz de alterar o estado de consciência, a energía dos ambientes e de facilitar o processo de aprendizado emocional/espiritual de quem as toca ou escuta. Muitos fabricantes não se preocupam em adicionar metais. Eles querem é vender. O povo tibetano não conhecia pílulas, apenas chá de ervas, instrumentos de cura e rituais xamânicos-budistas porque o ser humano era visto como corpo-alma-emoção e espírito (isso ainda é conservado nas comunidades exiladas). É uma cultura onde a psicología está profundamente irraizada no conhecimento popular sem que soubessem da existência de Freud e Jung. As investidas ocidentais naquele pequeño país, sem petróleo, serviram para salvar objetos, pessoas, livros e até tradições. Há muita gente boa que ajuda ao Tibete de várias formas.

Os tratamentos com as tigelas eram feitos de várias maneiras, com ou sem ervas, orações e mantras. Nos días de hoje, colocamos o cliente em uma maca, espalhamos as tigelas sobre o seu corpo, cada uma direcionada a um chácra ou aos principais pontos de energía que precisam ser trabalhados. Podemos utilizar florais como substitutos das ervas. Os efeitos sonoros e vibracionais das tigelas ressoam na pessoa tratada e têm efeitos imediatos em casos de hipertensão e tensão muscular, por exemplo. O terapeuta tem que estar bem treinado porque a frequência sonora das tigelas e instrumentos de metal também penetram em seus chácras provocando alterações. Popularmente isso é conhecido como massagem sonora.

A música tem um efeito impressionantemente rápido sobre pessoas que sofrem de obsessão espiritual, viciadas em maconha e outros desequilibrios de ordem emocional/espiritual. É possível utilizar essa terapia como coadjuvante no tratamento de diversos desequilibrios, sem dispensar os serviços médicos. Cada coisa no seu lugar. Infelizmente aquelas de origem indiana, japonesa e coreana não têm o mesmo efeito por causa do ordinário metal utilizado em sua fabricação. Terapeuticamente, elas só servem como sinos, nos rituais religiosos ou aulas de Reiki e Yoga. Não compre jamais uma tigela rachada, amassada ou que tenha diferentes metáis visíveis (eles aparecem como enfeites).  Nas tigelas originais você não ver os metais nem sabe quais os que estão contidos na tigela. Só o som é diferente.

Não existem muitos estudos, da maneira ocidental de pesquisa, comprovando o efeito terapêutico das tigelas cantantes. Quem quizer saber se eles são de Deus é melhor jamais procurá-las porque na cultura oriental isso não existe – tudo é de Deus e não só de um Deus. O resultado varia de acordo com a pessoa tratada, conforme as vibrações individuais, porque cada indivíduo é único, e também tudo isso depende da formação do terapeuta. Elas, como os cristais, precisam de comando apropriado. Um cristal sem comando é como um carro sem motorista. Um cristal parado em cima de um móvel, sem programação, capta e guarda todas as informações do local e podem ser um perigo à saúde das pessoas da casa.

O oncologista e usuário de tigelas cantantes Mitchell L. Gaynor afirma em seu livro ¨Sons que Curam¨, que o Dr. Jeffrey Thompson, professor do Instituto Californiano de Ciências Humanas, ¨empreendeu estudos pioneiros sobre os efeitos físicos das tigelas cantantes¨ e ¨chegou chegou a demonstrar que as tigelas cantantes produzem sons compatíveis em frequência e tons com os sons produzidos pelos anéis de Saturno¨. Há também estudos que comprovam os beneficios da tigelas em tratamentos contra câncer. Melhor que todos os estudos são uma sessão de musicoterapia oriental com congos e tigelas. Depois, um banho com água e um bom sono.

sábado, 9 de junho de 2018

Chá de Folhas de Oliveira


Além das deliciosas azeitonas, as oliveiras também nos deram outro grande presente: suas folhas, que não são utilizadas na produção das azeitonas ou do azeite, mas que também trazem inúmeros benefícios para a boa forma e saúde. Vamos conhecer agora para que serve o chá de oliveira e descobrir suas propriedades.

Utilizadas na forma de extrato e mais popularmente como chá, as folhas de oliveira podem auxiliar na perda de peso, diminuição do colesterol, melhora da pressão arterial e no fortalecimento do sistema imunológico, entre outras propriedades para a saúde.

O que é chá de oliveira?
Quem nunca ouviu falar do chá de oliveira pode pensar que se trata de mais uma novidade no universo da boa forma, mas a verdade é que o uso medicinal das folhas de oliveira já era feito há alguns milhares de séculos. Cientistas já sabem hoje que as culturas antigas do Egito e do Mediterrâneo utilizavam a folha de oliveira para tratar uma série de condições de saúde.

O chá de oliveira é feito a partir das folhas secas da Olea europaea, nome científico da oliveira, que é exatamente a árvore que produz azeitona e azeite. Ela, aliás, é considerada uma das árvores mais antigas do mundo (acredita-se que algumas possam ter mais de 2 mil anos de idade).

Ainda que o extrato da folha de oliveira seja evidentemente mais concentrado que o chá, há também muitos benefícios do chá de oliveira, já que boa parte dos compostos permanece na bebida (apesar do calor a que as folhas são submetidas).

Como a concentração de substâncias benéficas tende a ser menor no chá, o seu consumo deverá ser regular e repetido algumas vezes durante o dia para que seu efeito possa ser notado.

Benefícios do Chá de Oliveira
O chá de oliveira tornou-se popular nos últimos anos graças ao seu potencial emagrecedor. Por atuar na queima de gorduras, muitos acreditam que o chá de oliveira emagrece mesmo e pode ajudá-lo a atingir a boa forma de maneira natural. Mas este não é o único benefício da bebida, como você mesmo poderá conferir abaixo.

Veja então os 10 maiores benefícios do chá de oliveira para boa forma e saúde e entenda para que serve e quais propriedades se destacam:


1. Auxilia no emagrecimento
Como a oliveira dá origem a um alimento tão calórico como o azeite, falar que o chá de oliveira emagrece pode até soar estranho – mas não é bem assim. A folha de oliveira é rica em diversos compostos (sendo o principal a oleuropeína) que estão presentes em quantidades bem menores no óleo de oliva, motivo pelo qual as propriedades do chá de oliveira podem ser um pouco diferentes daquelas do azeite.

Hoje em dia já sabe-se que o chá de oliveira pode ajudar a emagrecer por 3 motivos:

– Diminuição das inflamações

Ainda que mais pesquisas sejam necessárias, o mais importante estudo sobre os efeitos da folha de oliveira no emagrecimento foram feitos na Universidade de Southern Queensland, na Austrália. No artigo publicado em 2010 no American Journal of Nutrition, pesquisadores afirmam terem descoberto importantes propriedades do extrato de folha de oliveira na luta contra o sobrepeso.

No estudo, grupos de ratos foram submetidos durante oito semanas a uma dieta hipercalórica (rica em gorduras e carboidratos), o que os levou a desenvolverem um quadro de síndrome metabólica – conjunto de sintomas que inclui um aumento nos estoques de gordura abdominal, gordura no fígado, hipertensão e alteração na tolerância à glicose.

Um dos grupos passou então a receber, por mais oito semanas, um extrato de folha de oliveira, além da mesma dieta hipercalórica. Ao final das 16 semanas, os ratos que receberam somente a dieta continuavam com síndrome metabólica, mas o ratos que haviam ingerido o extrato de folha de oliveira apresentaram uma significativa redução nos níveis de gordura abdominal, além de uma normalização da sensibilidade à glicose e das funções do fígado e do coração.

Para a Dra. Lindsay Brown, pesquisadora que liderou o estudo, as folhas de oliveira podem ajudar a emagrecer graças às suas propriedades anti-inflamatórias, uma vez que as inflamações são umas das maiores vilãs do sobrepeso.

– Aumento da sensibilidade à insulina

Em um estudo feito com pessoas acima do peso, a suplementação com extrato de folhas de oliveira (com alta concentração de oleuropeína e hidroxitirosol) feita durante seis semanas foi responsável por um aumento de 15% na sensibilidade à insulina.

E apesar de haver menos insulina em circulação, ainda assim os níveis de glicose na corrente sanguínea chegaram a cair quase que pela metade, evidenciando a atuação da folha de oliveira no controle da glicemia sanguínea.

Na prática, menos insulina significa um menor acúmulo de gordura na região abdominal e uma necessidade também menor de consumir mais calorias para regular os níveis de glicose.

– Aceleração do metabolismo

Ainda que o mecanismo de ação não seja totalmente conhecido, acredita-se que o chá de oliveira estimule o metabolismo devido à sua atuação na glândula tireoide e nas catecolaminas, que são neurotransmissores (como a adrenalina e a noradrenalina) secretados pela glândula suprarrenal e que podem acelerar a queima de gorduras.

Por esse motivo, diz-se que o chá de oliveira queima gorduras, pois o metabolismo acelerado exige mais energia, e se esta não chega através da alimentação, o corpo é obrigado a retirá-la do excesso de gordura.

2. Protege o coração
Além de colaborar com a perda de peso, podemos dizer que esse é um dos maiores benefícios do chá de oliveira: a diminuição dos riscos de complicações cardíacas. Alguns dos compostos presentes na folha da oliveira inibem a oxidação do LDL – o mau colesterol – e evitam assim que ele se deposite nas paredes das artérias, causando arteriosclerose e infarto.

3. Controla a Pressão
Os compostos fitoquímicos do chá de oliveira (sobretudo a oleuropeína) também reduzem as inflamações (que por sinal são a maior causa de doenças cardíacas) e estimulam a circulação, relaxando as artérias e causando uma diminuição na pressão arterial. Além de evidentemente reduzir os riscos de condições associadas à pressão alta, esses benefícios do chá de oliveira também trazem mais proteção ao coração, que poderá se ver livre de variações no fluxo sanguíneo e também nas arritmias.

4. Diminui o Colesterol
O chá de oliveira contém oleuropeína, substância encontrada na folha de oliveira que reduz a oxidação das lipoproteínas de baixa densidade – ou LDL, o colesterol ruim. Ao ser oxidada, a molécula de colesterol vai diretamente para a parede das artérias, onde irá estimular o acúmulo de células inflamatórias e causar a formação de uma placa, o que, como já vimos, poderá eventualmente causar entupimento do vaso sanguíneo e provocar um infarto.

5. Protege o Fígado
Mais um dos benefícios do chá de oliveira para quem está precisando emagrecer é a sua propriedade hepatoprotetora, ou seja, o chá mantém o fígado trabalhando de maneira adequada, o que evita o acúmulo de gordura no órgão (condição conhecida como esteatose hepática) e permite que as toxinas sejam eliminadas de maneira eficiente.

6. Previne o Envelhecimento Precoce
O chá de oliveira é rico em antioxidantes que protegem o corpo contra a ação dos radicais livres, prolongando assim a saúde e prevenindo o envelhecimento precoce. Nas folhas de oliveira podemos encontrar os antioxidantes resveratrol (o mesmo que também está presente na uva), tirosol, oleuropeína e hidroxitirosol, sendo estes dois últimos dois dos fitoquímicos mais importantes para nossa saúde.

Embora pouco conhecido, o hidroxitirosol é certamente merecedor de mais atenção por nossa parte, uma vez que seu potencial antioxidante é maior inclusive que o do chá verde. Apesar da importância das duas bebidas, o hidroxitirosol tem uma capacidade de absorção de radicais livres 10 vezes maior que a do chá verde. E, pasmem: 400 vezes maior que aquela da vitamina C, outro potente antioxidante natural.

Portanto, além de suco de uva, chá verde e cremes de beleza, que tal acrescentar algumas xícaras de chá de oliveira aos seus cuidados diários de beleza?

7. Fortalece o Sistema Imunológico
Alguns compostos encontrados na folha de oliveira (oleuropeína, hidroxitirosol, flavonóides e polifenóis) são responsáveis pelo fortalecimento das linhas de defesa do organismo contra vírus, fungos e bactérias. Assim, o consumo regular de chá de oliveira pode fortalecer o sistema imunológico e auxiliá-lo na prevenção e combate a diversas doenças, como herpes, pneumonia, gripe, infecções dentárias e de ouvido.

8. Combate a Osteoporose
Em um estudo publicado recentemente na revista “Osteoporosis International” pesquisadores demonstraram que a oleuropeína presente nas folhas de oliveira foi capaz de estimular tanto um aumento do número quanto da atividade das células ósseas (osteoblastos).

Ainda de acordo com os responsáveis pelo estudo, a oleuropeína pode ser utilizada para aumentar a produção de osteoblastos, o que por sua vez pode prevenir a perda de massa óssea associada ao envelhecimento e também à osteoporose.

9. É um diurético natural
Estudos têm evidenciado outra propriedade da oleuropeína: sua capacidade para atuar como um diurético natural. O consumo regular de chá de oliveira pode ajudá-lo a reduzir a retenção de líquido e também aumentar a eliminação de toxinas – dois fatores importantes para quem está precisando perder peso.

E graças às suas propriedades antibacterianas e antivirais, o chá de oliveira pode atuar na prevenção e tratamento das infecções urinárias e dos cálculos biliares.

10. Possui Propriedades anti-inflamatórias
Os mesmos flavonoides que fornecem tantos outros benefícios do chá de oliveira também conferem a ele propriedades anti-inflamatórias. E você já sabe que, ao reduzir inflamações no corpo, você pode diminuir significativamente as causas e os sintomas de inúmeras doenças, como a dor crônica, artrite, doença cardíaca e até mesmo alguns tipos de câncer.


Como Tomar
Para obter todos os benefícios do chá de oliveira, a sugestão é tomar de 3 a 4 xícaras da bebida por dia, durante um período de 3 a 4 meses. Para quem está preocupado com a balança, a quantidade de peso que pode ser eliminada irá depender do seu balanço de calorias ao longo do dia.

Ou seja, ainda que você tome o chá de oliveira para emagrecer, é fundamental que sua dieta seja hipocalórica, o que significa que você deverá consumir menos calorias do que seu metabolismo utiliza ao longo do dia (ou aumentar seu gasto energético através da atividade física).

Como Fazer o Chá de Oliveira
A dica ao fazer o chá de oliveira é utilizar água mineral e já deixar uma quantidade maior pronta no início da manhã, para não correr o risco de ficar sem tempo (ou esquecer) de preparar o chá ao longo do dia.

Leve uma panela com 1 litro de água ao fogo e deixe ferver;
Desligue o fogo e acrescente 3 colheres de sopa de folhas de oliveira;
Tampe e deixe abafar por 10 minutos;
Coe e tome sem açúcar ou adoçante.


Contra-indicações

Grávidas, lactantes e crianças devem evitar o consumo de chá de oliveira. E assim como pode ocorrer com outros tratamentos à base de produtos naturais, algumas pessoas podem ser alérgicas a determinadas substâncias presentes no chá, motivo pelo qual a recomendação é conversar com o médico antes de iniciar o consumo diário do chá de oliveira.



Banho para o Dia dos Namorados


Este banho pode ser feito em qualquer dia da semana. Se quiser, pode fazer junto com seu parceiro, assim vocês dois estarão na mesma sintonia!

Separe os seguintes materiais:

4 rosas vermelhas
1 canela em pau
2 colheres de sopa de mel
3 cravos da Índia

Como fazer:

Aqueça todos os ingredientes em um litro de água até ferver. Desligue o fogo e espere que a mistura esfrie um pouco.

Tome seu banho normalmente e depois jogue a mistura do pescoço para baixo, mentalizando o quanto seu parceiro é importante para você e porque o ama. Se estiverem fazendo este banho juntos, falem o que mais gostam do relacionamento e o que mais admiram no outro.

Preparem-se para uma noite de muito amor e cumplicidade.

Os banhos com rosas vermelhas possuem um efeito interessante sobre nós, por isso, perceba suas sensações, vontades e desejos durante os próximos dias. Se você já tem alguém, vai querer ficar mais próxima da pessoa, se ainda está solteira, vai atrair olhares e pretendentes. Aproveite cada momento!

Cianita Azul



Por conter a força do Raio Azul do Arcanjo Miguel, a Cianita Azul é uma super pedra de proteção espiritual capaz quebrar e bloquear todos ataques de forças negativas.

Suas vibrações de alta frequência, estimulam e despertam a intuição, facilitam a meditação e fortalecem nossas capacidades mediúnicas, espirituais e mentais.

É ótima para meditações em busca de evolução ou em momentos de batalhas, físicas ou espirituais, pois a energia emanada por ela lhe dará mais força e determinação.

Significado e Energias da Cianita Azul

A Cianita protege contra ataques espirituais, afasta más influências e nos conecta com a força do Arcanjo Miguel.

Ela pedra neutraliza e combate o mau-olhado e a inveja e aumenta as energias positivas no ambiente.

Suas vibrações favorecem a meditação, ajuda a lembrar dos sonhos e fortalecem a intuição e a mediunidade.

É um extraordinário cristal de conexão que cria caminhos mentais, aumenta as habilidades telepáticas e provê um canal para transmitir ou receber energia.

Efeitos Terapêuticos da Cianita Azul

Este poderoso cristal ajuda no tratamento de distúrbios musculares, febres e problemas no sistema urogenital.

A frequência de energias elevadas da Cianita Azul, promove tranquilidade e paz interior, auxilia a superar a timidez a ansiedade e todos os medos.

A Cianita Azul combate o excesso de peso, baixa pressão sanguínea, cura infecções e equilibra as energias yin-yang, fortalece a voz e cura a garganta e laringe.

Limpeza e Energização da Cianita Azul

A Cianita Azul é uma das poucas pedras do planeta que não acumulam energias negativas e por isso não precisa passar por processos de limpeza ou energização.

Porém se for lavada em água corrente, a Cianita Azul tem seu brilho e energia ampliados por algumas horas.

Por seu alto poder de energização, a Cianita Azul pode inclusive ser utilizada para limpar e energizar outras pedras.

Como Usar a Cianita Azul

Para proteção espiritual, use um pingente de Cianita Azul ou carregue uma próximo a você no seu dia a dia. 

Como ela é capaz de afastar as situações de perigo e pessoas mal intencionadas, deixe também uma Cianita no seu carro e na gaveta de sua mesa de trabalho.

Para purificar e proteger sua casa ou escritório, mantenha uma Cianita Azul na sala ou próximo a porta de entrada. Se preferir espalhe Cianitas menores por todo ambiente.

Usos e Aplicações da Cianita Azul


  • Proteção espiritual
  • Purificação energética
  • Fortalecer a intuição e a mediunidade
  • Conexão com nossos guias espirituais
  • Aumentar a sensação de paz interior
  • Facilitar a meditação
  • Ampliar nossa força nos momentos difíceis


sexta-feira, 6 de abril de 2018

Óleo Essencial de Palmarosa


A palmarosa é uma planta herbácea tipica de regiões tropicais. A planta inteira é destilada sendo que nas flores concentram-se a maior quantidade de óleo essencial. Possui fragrância agradável, fresca, semelhante à rosa. O óleo essencial é amarelo,largamente utilizado em perfumaria e em cosméticos. O óleo de palmarosa é muito valioso para os cuidados com a pele, especialmente se diluído em óleo de rosa-mosqueta. Ele hidrata e estimula a pele, balanceando a sua produção sebácea. Assim como a lavanda, a palmarosa excelente regenerador celular.

Também é antisséptica, e por isso valiosa em infecções de pele e acne. Externamente é indicada para pele seca, envelhecida e enrugada, e possui ação calmante e refrescante para a pele. O seu alto teor de geraniol faz dela um bom anti-infeccioso, atuando de forma específica no sistema linfático. É também bactericida e fungicida e estimulante do sistema imunológico. Inalado, considera-se que tem um efeito normalizador na glândula tireoide. Também é indicado para sinusite e otite, e é útil em casos de micoses, eczemas e escaras. No âmbito emocional, auxilia em casos de estresse e irritabilidade. Ele tem um efeito levemente afrodisíaco e auxilia onde o estresse e a tensão interferem na satisfação sexual.

Considerado pela Aromaterapia o óleo mais sensível, pois trabalha muito a sensibilidade e também a intuição!

O óleo de Palmarosa combina bem com rosa, bergamota, cedro, gerânio, mandarina, sândalo e ylang-ylang. A ação da palmarosa sobre o sistema digestivo é como um tônico leve e auxilia na digestão, além de ser útil em casos de diarreia, gastroenterite e disenteria. Auxilia também a melhorar o apetite e pode ser utilizado no tratamento da anorexia nervosa.

Precauções:
Deve ser evitado durante a gravidez. Este óleo é considerado não-tóxico e não-irritante para a pele.

Maiores informações ou dúvidas entre em contato com o Espaço Zen Terapias!